sábado, 27 de agosto de 2016

Charles Chaplin



No dia 16 de Abril de 1889,na cidade de Londres,nasce Charles Spencer Chaplin,mais conhecido como Charles Chaplin,um artista extremamente talentoso que fez história na cinematografia.Chaplin começou sua fantástica carreira como mímico e durante algum tempo,realizou algumas excursões,isso até o ano de 1913 quando,em uma de suas viagens pelos Estados Unidos,conheceu Mack Sennett,um cineasta que não pensou duas vezes para contratar Chaplin para atuar em seus filmes.


Charles Chaplin tinha um olhar atento e sensível prova disso são seus trabalhos que traziam em seu contexto o cunho social,o vagabundo,uma de suas personagens mais conhecidas traduz claramente a visão que possuía do mundo na época em que estava inserido,porém,vale lembrar que essas denúncias sociais sempre eram feitas de maneira engraçada e inteligente.


No ano de 1918,foi um grande ano para o artista que,devido ao sucesso,conseguiu abrir sua própria empresa de cinema.Com o poder de decisão sobre os roteiros,trilhas sonoras e etc.,Charles Chaplin criticou ainda mais claramente os problemas sociais,dando destaque para a miséria e a falta de emprego.No ano de 1929 foi contemplado com um Oscar Honorário pelo filme O Circo.


Chaplin também era fiel as suas raízes e por isso era completamente a favor que o cinema continuasse mudo,no entanto,percebendo os avanços da tecnologia e o desejo das pessoas por histórias mais completas e faladas,acabou deixando-se levar pela modernidade e lançou grandes filmes falados: Tempos Modernos,Luzes da Ribalta e O Grande Ditador que deixava bem claro a opinião do cineasta quando ao fascismo. 


Outra época importante para o cineasta foi a década de 1930,quando seus filmes foram considerados contrários a moral,aos bons costumes e subversivos,no entanto,vale lembrar que a temática abordada nos trabalhos de Chaplin denunciava os abusos de poder,a repressão e etc,e foi exatamente por isso que foram proibidos na Alemanha,porém,os filmes de Chaplin foram traduzidos para diversos idiomas, tais como:francês,espanhol,português e alemão.


No ano de 1965,Chaplin publicou,Minha Vida,sua autobiografia e no ano de 1972,recebeu outro Oscar Honorário pela trilha sonora de Luzes da Ribalta e no dia 25 de Dezembro de 1977,o grande cineasta fechou suas cortinas para sempre.


(fonte:http://www.acheartigos.com.br/artigo/charles-chaplin.html)


Em 25 de Dezembro de 1.977 * O Mundo Ficou Órfão! 

Fraternos Abraços





terça-feira, 23 de agosto de 2016

Quando Me Amei de Verdade


Quando me amei de verdade,compreendi que em qualquer circunstância,eu estava no lugar certo,na hora certa,no momento exato.
E então,pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome…Auto-estima.

Quando me amei de verdade,pude perceber que minha angústia,meu sofrimento emocional,não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é…Autenticidade.

Quando me amei de verdade,parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de… Amadurecimento.

Quando me amei de verdade,comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo,mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada,inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é… Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável… Pessoas,tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. 
De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama… Amor-próprio.

Quando me amei de verdade,deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo,o que gosto,quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é… Simplicidade.

Quando me amei de verdade,desisti de querer sempre ter razão e,com isso,errei menos vezes.
Hoje descobri a… Humildade.

Quando me amei de verdade,desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Agora,me mantenho no presente,que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. 
Isso é…Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar.
Mas quando a coloco a serviço do meu coração,ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é… Saber viver!

Kim McMillen


(P.S.:Este texto não é de autoria de Chaplin)

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Um dia a gente se encontra - Marcos & Belutti (Part. João Bosco & Vinicius)

Marta Medeiros


Namoro é teste,é amostra, 
é ensaio,e por isso a dedicação é intensa, 
a sedução é ininterrupta, 
os minutos são contados, 
os meses são comemorados, 
a vontade de surpreender não cessa
e é a única relação que dá o devido espaço para a saudade, 
que é fermento e afrodisíaco. 
Depois de passar os dias se vendo só de vez em quando, 
viajar para um fim de semana juntos vira o céu na Terra: 
nunca uma sexta-feira nasce tão aguardada, 
nunca uma segunda-feira é enfrentada com tanta leveza.


Sedução



Dentro de mim mora o animal
indômito e selvagem
que talvez te faça mal

talvez uma faísca
relâmpago no olhar
depressa como um susto
me desmascare o rosto
e de repente deixe exposto
o meu pior

em mim germina
uma força perigosa
que contamina
uma paixão vulgar
que corta o ar e que
nenhum poder domina

explode em mim
uma liberdade que te fascina
sopro de vida
brilho que se descortina
luz que cintila, lantejoula
purpurina
fugaz como um desejo
talvez te mate
talvez te salve
o veneno do meu beijo.

Bruna Lombardi