quinta-feira, 20 de julho de 2017

O oceano da vida


Quem somos? Por que estamos aqui? 
Quais as crenças que temos sobre a vida? 

Por milhares de anos, encontrar as respostas a estas perguntas nos obriga a "tornar-se para dentro." 

Mas o que isso significa?
Eu acho que existe um poder dentro de cada um de nós que pode amorosamente nos guiar em direção perfeita saúde, relacionamentos perfeitos, profissão perfeita, e nós podemos oferecer a prosperidade de todos os tipos. Por estas coisas, é preciso primeiro acreditar que é possível. O segundo passo é estar disposto a "afrouxar" padrões ou hábitos que criam situações que dizemos que não queremos.

Como? 
Entrando em nós e chamando o nosso poder interior, que sabe o que precisamos. Se estamos dispostos a recorrer a este poder dentro de nós, que nos ama e nos sustenta, vamos tornar nossa vida próspera e cheia de amor.

Eu acho que nossa mente está ligada à uma mente e Infinito; portanto, todo o conhecimento e toda a sabedoria estão sempre disponíveis.

Estamos ligados a esta Mente Infinita, este Poder Universal que nos criou, por meio de uma faísca cheia de luz que está dentro de nós: 
o nosso Eu Superior ou poder interior.

O Poder Universal ama todas as suas criações. Seu objetivo é o bem e dirige tudo em nossas vidas. Ele não sabe o ódio ou mentir ou punir. É puro amor, liberdade, entendimento e compreensão. É importante que nos tornemos a nossa maior, porque através dele que recebemos o nosso bem. Precisamos entender que podemos usar esse poder de alguma forma.

Se optar por viver no passado e continuamente lembrar todas as situações e circunstâncias negativas que vivemos, então vamos estagnar. Se tomarmos a decisão consciente de não ser vítimas do passado e assumir a tarefa de criar-nos uma nova vida, com o apoio deste poder interior e começar a ter novas e mais felizes experiências. 

Eu não acho que existem dois poderes. Eu acho que há um Espírito Infinito. É muito fácil culpar o diabo ou "eles". Na verdade, é apenas nós: ou nós usamos o poder com sabedoria que possuímos, ou podemos usá-lo de forma errada. Será que temos o diabo em nossos corações? Será que condenar os outros por serem diferentes de nós? O que escolher?

Fraternos Abraços

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Seja uma pessoa positiva



Em casa, no trabalho ou na companhia de amigos, seja uma pessoa que transmite otimismo, e você verá que esse otimismo voltará para você e influenciará favoravelmente sua vida.

Se você estivesse diante de um desafio – seja subir uma montanha ou
terminar um projeto no trabalho –, que tipo de pessoas você gostaria de ter a seu lado? Pessoas pessimistas que lembrassem da probabilidade de fracasso ou pessoas otimistas que acreditassem no seu sucesso?

Pense nas pessoas em cuja companhia você gosta de estar.
Pense nas pessoas cuja presença faz bem a você. O que elas têm em comum?

Alguma delas é pessimista – está sempre esperando que aconteça o pior? Não. Nossa tendência é nos aproximarmos das pessoas que encaram a vida com expectativas agradáveis.

O máximo que encontrei nesse sentido foi uma mulher que, apesar de ter passado por experiências duras e sofridas, estava sempre animada e disposta.

Perguntei-lhe a que devia esse otimismo e ela me respondeu sorrindo: "Deus me deu de presente um temperamento feliz. Num céu cinzento, se vejo uma pequena nesga mais clara, seguro as nuvens com as duas mãos e abro-as para que o azul do céu apareça."

Viver com satisfação é um dos grandes desafios da vida.
É melhor que o enfrentemos com otimismo.

É muito difícil para os cientistas determinar o grau de felicidade de uma
pessoa com base nas experiências vividas por ela. É muito mais fácil avaliar a felicidade de alguém pelas crenças e atitudes dessa pessoa.

Por Chen

Abraços Fraternais

Relacionamentos * Arnaldo Jabor




Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa:
– Ah, terminei o namoro…
– Nossa, quanto tempo?’
– Cinco anos… Mas não deu certo…acabou
– É não deu…?

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. 
E o bom da vida é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos esta coisa completa.

Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama.

Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.

Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.

Às vezes ela é malhada, mas não é sensível.

Tudo nós não temos.

Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.

Pele é um bicho traiçoeiro.

Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico; que é uma delícia.

E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona…

Acho que o beijo é importante…e se o beijo bate… se joga… se não bate…mais um Martini, por favor… e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.

O outro tem o direito de não te querer.

Não lute, não ligue, não dê pití.

Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.

Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.

O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.

Nada de drama.

Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família?

O legal é alguém que está com você por você.

E vice versa.

Não fique com alguém por dó também.

Ou por medo da solidão.

Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado.

E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.

Tem gente que pula de um romance para o outro.

Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói.

Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte.

Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo

E nem sempre as coisas saem como você quer…

A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.

Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta.

Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.

Na vida e no amor, não temos garantias.

E nem todo sexo bom é para namorar

Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.

Nem todo beijo é para romancear.

Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar.

Enfim…quem disse que ser adulto é fácil?

FATO – No tempo certo…Na hora certa.

Por Arnaldo Jabor

Fraternos Abraços

sábado, 13 de maio de 2017

13 de Maio * N. Sra. de Fátima


História: Nossa Senhora de Fátima em 13 de maio de 1917 realizou-se a primeira das seis aparições da Virgem aos privilegiados videntes Lúcia (que ainda vive) Francisco e Jacinta, quando o mundo se debatia ainda nas violências e atrocidades da guerra.

A Virgem Maria apareceu seis vezes em Fátima aos três pastorinhos e, através deles, a Santa Mãe de Deus recomendou insistentemente aos homens a firmeza da fé e o espírito de oração, penitência e reparação.

O culto de Nossa Senhora de Fátima, depois de ter sido aprovado pelo Bispo da diocese e mais tarde confirmado pela Autoridade Apostólica, foi especialmente honrado com a peregrinação do papa Paulo VI ao local das aparições no ano 1967 e pelo santo Papa João Paulo II, no ano 1982.

Oração da Nossa Senhora de Fátima

Santíssima Virgem, 
que nos montes de Fátima
vos dignastes revelar aos três pastorinhos 
os tesouros de graças que podemos alcançar, 
rezando o Santo Rosário, 
ajudai-nos a apreciar sempre mais esta Santa Oração, 
a fim de que, meditando os mistérios da nossa redenção, 
alcancemos as Graças que insistentemente vos pedimos 
(pedir a graça).

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, 
livrai-nos do fogo do inferno, 
levai as almas todas para o céu 
e socorrei principalmente as que mais precisarem. 
Nossa Senhora do Rosário de Fátima, 
rogai por nós.


Novena da Nossa Senhora de Fátima

Oferecimento para todos os dias: Oh!Deus meu! Eu creio, adoro, espero e vos amo.Peço-vos perdão pelos que não creem, não adoram, não esperam e não vos amam. Oh! Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo! Eu vos adoro profundamente e vos ofereço o preciosíssimo corpo, sangue, alma e divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo, presente em todos os tabernáculos do mundo, em reparação dos ultrajes com que Ele é ofendido; E pelos méritos infinitos de seu Santíssimo Coração e intercessão do Imaculado Coração de Maria, vos peço a conversão dos pecadores.

Oração preparatória para todos os dias: 
Oh!Santíssima Virgem Maria, Rainha do Céu Rosário e Mãe de misericórdia, que vos dignaste manifestar em Fátima a ternura de vosso Imaculado Coração trazendo-nos mensagens de salvação e de paz. Confiados em vossa misericórdia maternal e agradecidos a as bondades de vosso amantíssimo coração, viemos a vossos pés para rendermos o tributo de nossa veneração e amor.Concedei-nos as graças que necessitamos para cumprir fielmente vossa mensagem de amor, e a que vos pedimos nesta novena, se tem de ser para maior glória de Deus, honra vossa e proveito de nossas almas. Assim seja.

Oração final para todos os dias: 
Oh! Deus, cujo Unigênito, com sua vida, morte e ressurreição, nos mereceu o prêmio da salvação eterna!
Vos suplicamos nos concedas que, meditando os mistérios do santíssimo rosário da bem-aventurada Virgem Maria, imitemos os exemplos que nos ensinam e alcancemos o premio que prometem. Pelo mesmo Jesus Cristo nosso Senhor. Amém.

Primeiro Dia
Tema – Penitência e reparação: Oh!Santíssima Virgem Maria, Mãe dos pobres pecadores!, Que aparecendo em Fátima, deixaste transparecer em vosso rosto celestial uma leve sombra de tristeza para indicar a dor que vos causam os pecados dos homens e que com maternal compaixão exortaste a não afligir mais a vosso Filho com a culpa e a reparar os pecados com a mortificação e a penitência.
Dá-nos a graça de uma sincera dor dos pecados cometidos e a resolução generosa de reparar com obras de penitência e mortificação todas as ofensas que se inferem a vosso Divino Filho e a vosso Coração imaculado.
Meditar e rezar a oração final para todos os dias.

Segundo Dia
Tema – Santidade de vida: Oh!Santíssima Virgem Maria, Mãe da divina graça, que vestida de nívea brancura vos apareceste a uns pastorzinhos singelos e inocentes, ensinando-os assim quanto devemos amar e procurar a inocência da alma, e que pediste por meio deles a emenda dos costumes e a santidade de uma vida cristã perfeita.
Concedei-nos misericordiosamente a graça de saber apreciar a dignidade de nossa condição de cristãos e de levar uma vida em tudo de acordo as promessas batismais.
Meditar e rezar a oração final para todos os dias.

Terceiro Dia
Tema – Amor à oração: Oh!Santíssima Virgem Maria, vaso insigne de devoção!, Que vos apareceste em Fátima tendo pendente de vossas mãos o santo rosário, e que insistentemente repetias: “Orai, orai muito”, para afastar por meio da Oração os males que nos cercam.
Concedei-nos o dom e o espírito de oração, a graça de ser fiéis no comprimento do grande preceito de orar, fazendo-o todos os dias, para assim poder observar bem os santos mandamentos, vencer as tentações e chegar ao conhecimento e amor de Jesus Cristo nesta vida e a união feliz com Ele na outra.
Meditar e rezar a oração final para todos os dias.

Quarto Dia
Tema – Amor a Igreja: Oh!Santíssima Virgem Maria, Rainha da Igreja!, Que exortaste aos pastorzinhos de Fátima a rogar pelo Papa, e infundiste em sus almas singelas uma grande veneração e amor a ele, como Vigário de vosso Filho e seu representante na terra.
Infunde também a nós o espírito de veneração e docilidade ante a autoridade do Romano Pontífice, de adesão inquebrantável a seus ensinamentos, e nele e com ele um grande amor e respeito a todos os ministros da santa Igreja, por meio dos quais participamos a vida da graça nos sacramentos.
Meditar e rezar a oração final para todos os dias.

Quinto Dia
Tema – Maria, Saúde dos enfermos: Oh!Santíssima Virgem Maria, Saúde dos enfermos e consoladora dos aflitos!, Que movida pelo rogo dos pastorzinhos, fizestes curas em vossas aparições em Fátima, e haveis convertido este lugar, santificado por vossa presença, em oficina de vossas misericórdias maternais em favor de todos os aflitos.
A vosso Coração maternal acudimos cheios de filial confiança, mostrando as enfermidades de nossas almas e as aflições e dolências todas de nossa vida.
Deixai sobre elas uma olhada de compaixão e que possas remedia-las com a ternura de vossas mãos, para que assim possamos servir-vos e amar-vos com todo nosso Coração e com todo nosso ser.
Meditar e rezar a oração final para todos os dias.

Sexto Dia
Tema – Maria, refúgio dos pecadores: Oh!Santíssima Virgem Maria, refúgio dos pecadores!, Que ensinaste aos pastorzinhos de Fátima a rogar incessantemente ao Senhor para que esses desgraçados não caíam nas penas eternas do inferno, e que manifestaste a um dos três que os pecados da carne são os que mais almas arrastam a aquelas terríveis chamas.
Infunde em nossas almas um grande horror ao pecado e o temor santo da justiça divina, e ao mesmo tempo despertai nelas a compaixão pela sorte dos pobres pecadores e um santo zelo para trabalhar com nossas orações, exemplos e palavras por sua conversão.
Meditar e rezar a oração final para todos os dias.

Sétimo Dia
Tema – Maria, alívio das almas do purgatório: Oh!Santíssima Virgem Maria, Rainha do Céu e do purgatório!, Que ensinaste aos pastorzinhos de Fátima a rogar a Deus por as almas do purgatório, especialmente pelas mais abandonadas.
Encomendamos a inesgotável ternura de vosso maternal coração todas as almas que padecem naquele lugar de purificação, em particular as de todos nossos amigos e familiares e as mais abandonadas e necessitadas;
Aliviais suas penas e levai-as a região da luz e da paz, para cantar ali perpetuamente vossas misericórdias.
Meditar e rezar a oração final para todos os dias.

Oitavo Dia
Tema – Maria, Rainha do rosário: Oh!Santíssima Virgem Maria, que em vossa última aparição vos deste a conhecer como a Rainha do Céu Santíssimo Rosário, e em todas elas recomendaste a reza desta devoção como o remédio mais seguro e eficaz para todos os males e calamidades que nos afligem, tanto da alma como do corpo.
Infunde em nossas almas uma profunda estima dos mistérios de nossa Redenção que se comemoram na reza do rosário, para assim viver sempre de seus frutos.
Concedei-nos a graça de ser sempre fiéis a prática de reza-lo diariamente para honrarmos a Vós, acompanhando vossas alegrias, dores e glórias, e assim merecer vossa maternal proteção e assistência em todos os momentos da vida, mas especialmente na hora da morte.

Nono Dia
Oh! Santíssima Virgem Maria, Mãe nossa dulcíssima!, Que escolheste aos pastorzinhos de Fátima para mostrar ao mundo as ternuras de vosso Coração misericordioso, e lhes colocaste a devoção ao mesmo como o meio com o qual Deus quer dar a paz ao mundo, como o caminho para levar as almas a Deus, e como uma prenda suprema de salvação. Fazei, oh! Coração da mais terna das mães!, Que possamos compreender vossa mensagem de amor e de misericórdia, que a abracemos com filial adesão e que a pratiquemos sempre com fervor;

E assim seja vosso Coração nosso refúgio, 
nossa alegria e o caminho que nos conduza ao amor 
e a união com vosso Filho Jesus.

Amor, Luz e Paz

terça-feira, 2 de maio de 2017

2 de Maio * História de Santa Mafalda


Santa Mafalda era filha do primeiro Rei de Portugal, Sancho l, apelidado de O Povoador, e da Rainha Dulce de Aragão. Mafalda nasceu em 1184. Há notícias de que a jovem princesa era muito bonita e tinha uma educação esmerada. Ela teve três irmãos: Afonso II, Tereza e Sancha.

Vida de Santa Mafalda
Seu pai Sancho l faleceu em 1211. Por isso, sua mãe D. Dulce assumiu o trono. Influenciada pelo ministro Nunes de Lara, homem astuto que queria governar, D. Dulce estreita o
relacionamento com o reino de Castela da Espanha e, junto com Nunes de Lara arranjaram um casamento da princesa Mafalda com o Rei Henrique primeiro da Espanha.

Mafalda e Henrique, porém, eram muito novos. Ambos tinham menos de 14 anos, não se tornaram amigos e nem chegaram a coabitar, apesar de ficarem juridicamente casados durante um ano e morando no mesmo castelo. Indignada com este casamento forçado, a mãe do Rei Henrique fez de tudo para anular o casamento (que, de fato, nem chegou a ser consumado).

Porém, antes que a mãe do rei conseguisse seu intento, um acidente aconteceu e o rei morreu. Logo depois chegou a declaração de nulidade do casamento emitido pela Santa Sé,
através do Papa Inocêncio lll. Assim, Mafalda volta para Portugal.

A herança extraordinária de Santa Mafalda
Por sua sabedoria e conduta de amor, Mafalda era a favorita de seu pai, Sancho I. Quando este faleceu, deixou a maior parte do reino de Portugal como herança para a princesa Mafalda. Isso, porém, causou divisão no reino. Muitos eram a favor, mas muitos eram contra Mafalda.

Não queriam que as riquezas de Portugal fossem parar nas mãos de uma menina. O irmão de Mafalda, Afonso I, mais velho, temia pelo futuro do país se Mafalda viesse a assumir toda a
herança a que tinha direito. E assim, instalou-se a divisão no reino de Portugal.

Santa Mafalda abri mão da herança
E a princesa, mesmo tão nova, percebeu o grave problema e não pensou em si, mas sim no seu país e no bem dos outros. Ela abriu mão de tudo: muito dinheiro, fortunas, terras, castelos
e poder. Mafalda só quis um pouco de dinheiro para distribuir aos pobres e ajudar alguns mosteiros, que precisavam de ajuda. Depois, abraçou sua vocação para a vida religiosa. E o
reino de Portugal seguiu seu curso normal.

A vida religiosa de Santa Mafalda
A princípio, Mafalda ajudava as monjas e os mosteiros. Quando, porém, sua vocação amadureceu e teve idade suficiente, ela entrou para a Ordem de São Bernardo de Claraval,
chamada Ordem Cisterciense, mais precisamente no mosteiro de Arouca, em Portugal.

Tendo ainda algumas jóias de muito valor, Mafalda as doou para a reconstrução de povoados vizinhos, para os mais pobres e para os mosteiros da região. Essas doações foram tão
importantes e necessárias que o Papa Alexandre IX escreveu uma carta para Santa Mafalda, agradecendo todas as obras que ela tinha feito para ajudar a Igreja e principalmente os
povoados e os mais pobres.

Reformas no mosteiro
Quando Santa Mafalda amadureceu na vida religiosa, foi eleita superiora do mosteiro de Arouca e exerceu esta função por alguns anos. Nesse tempo, por causa de sua grande cultura
e sabedoria, ela conseguiu levar as irmãs a uma vida religiosa mais profunda, mais rica e mais de acordo com a regra cisterciense, que prevê um seguimento fiel e incondicional a
Cristo vida do cotidiano.

O mosteiro floresceu sob a coordenação de Mafalda e se tornou famoso pela caridade que exercia com os pobres. Depois, quando terminou seu mandato, ela recolheu-se à sua vida
simples de freira obediente e de profunda vida de oração.

Devoção a Santa Mafalda
Por sua atitude em favor da Igreja e dos pobres, e por sua bondade, Mafalda é conhecida em Portugal como a Rainha Santa e amada pelo povo. Ela nos deixa o exemplo de que o que vale nesta vida é cumprirmos nossa missão, realizarmos nossa vocação, fazermos aquilo para o que fomos chamados, cumprir o plano de Deus na nossa vida.

Santa Mafalda exemplifica em vida aquilo que Jesus falou: De que vale para alguém ganhar o mundo inteiro se perder a sua alma?

Milagres de Santa Mafalda
Santa Mafalda faleceu no dia primeiro de maio de 1257, no mosteiro de Rio Tinto, em Portugal, onde foi sepultada. Faleceu com fama de santidade.

Passou a ser chamada de Rainha Santa Mafalda, por todo o povo, e instalou-se um processo de canonização a seu favor. Isso ocorreu não só por causa da fama de santidade, mas também por graças alcançadas por inúmeras pessoas através da intercessão de Santa Mafalda. Quando seu corpo foi exumado, ele estava incorrupto, junto com suas vestes e suas relíquias.

O Papa Pio VI a Beatificou no ano de 1793, e no ano seguinte ela foi Santificada. Sua festa litúrgica é comemorada no dia 2 de maio.

sábado, 29 de abril de 2017

Ártemis


Também conhecida como Diana, a caçadora, Ártemis é o símbolo da mulher emancipada e dos movimentos feministas. Ela é irmã gêmea de Apolo, deus das artes e, posteriormente, associado ao sol.

Talvez por isso Ártemis carregue na sua simbologia a lua, sendo os irmãos o par primordial, sol e lua.


“É a virgem mitológica, junto com Palas Atena. 
Não significa que ela não terá relação com homens, 
mas que ela nunca será possuída por ninguém."


Ártemis é do tipo “eu não preciso de ninguém”. Ela se sente completa sem um homem ao seu lado, e o arco e flecha, as armas que carrega, simbolizam a habilidade de se concentrar em uma meta e alcançá-la (a carreira, por exemplo) sem se perturbar com os concorrentes.

Ártemis resolveu viver nos bosques, sem vínculo nenhum com qualquer homem, depois que presenciou a dor de sua mãe no parto do irmão. Como sempre, Zeus deu uma de suas saidinhas e engravidou Leto, que é mãe de Ártemis e Apolo. Ártemis nasceu antes de Apolo, com a missão de ajudar a mãe no parto do irmão, já que todos estavam escondidos da ira de Hera.

Por isso, Ártemis era invocada na Grécia antiga na hora do parto.

Talvez por ter vivido ao lado do irmão, Ártemis tenha sempre exigido a igualdade de direitos – uma luta feminista em todos os países. É apontada como o oposto de Afrodite no Dicionário dos Símbolos, da editora José Olympio.

Ártemis possui um lado instintivo muito forte, o que aparece em diversas representações da deusa, sempre acompanhada por um cachorro e da presença do símbolo da lua. Ao contrário de Palas Atena, a deusa da racionalidade, que anda sempre com longas vestes, Ártemis usa apenas uma simples túnica, significando sua leveza e velocidade, pois era uma caçadora.

Afrodite * Vênus de Milo



Quem não conhece Afrodite, a deusa da beleza, da harmonia e do amor, talvez uma das faces femininas mais evidentes? Conhecida também como Vênus, ela nasceu da união do esperma de Urano, o céu, com a espuma do mar.

O filho dessa deusa, Eros (ou Cupido), flechava os enamorados para que a paixão reinasse entre eles. Existe uma divisão nesse momento.

Temos a Afrodite Urania (que nasce do céu), a que vive o amor universal, e a Afrodite Pandemos (que significa "de todo o povo"), que vive o lado carnal do amor, e é tida como a Afrodite vulgar.

Vivemos em uma época que a Afrodite Urania é pouco cultivada, e onde a Afrodite Pandemos, que assume o lado vaidoso ao extremo, é externalizada ao máximo. “É a era do silicone e da sensualização ao extremo”.

No entanto, a conexão com a Afrodite amorosa permite a vivência de um aspecto feminino poderoso – a força do amor que fertiliza o crescimento de todos os seres.