segunda-feira, 11 de março de 2013

Borboletas...


Hoje, uma borboleta pousou em meu ombro e beijou minha face. 
Se você nunca foi beijado(a) por uma borboleta, tenha certeza que um dia isso irá acontecer.
Não importa quando ou onde,ou em qualquer parte que você se esconde,cedo ou tarde, hoje ou amanhã,você receberá o beijo de uma borboleta azul,ou cor de rosa,violeta ou multicolorida.
Essas criaturinhas de asas voam por aí plantando felicidade. 
A felicidade das borboletas é bater asas e voar,às vezes sem nenhuma direção,galopando no dorso do vento,enfeitando os jardins,balançando prá lá e prá cá,mas sempre limpando os olhos de quem sabe vê-las.
Hoje, uma borboleta disse para mim: 
Escreve sobre nossas vidas,sobre esse colorido que existe em nossas asas,enfeita tu também os jardins.
A felicidade das borboletas não é como a dos seres humanos,que desejam ser felizes em qualquer tom. 
As borboletas são felizes porque sabem que a felicidade é fazer os outros serem felizes.
A felicidade das borboletas é voar no silêncio,beijar e sugar o néctar das flores,é não perguntar nada,é se revestirem de filamentos de luz voando no imenso céu azul.
O céu será sempre azul para as borboletas,assim como será sempre azul para você,que agora é uma borboleta azul,um raio de luz brilhando e cantando a canção do amanhecer.
Hoje,uma borboleta azul pousou em meu ombro,beijou minha face e disse para mim: 
Acorda, Levanta,Faça Os Outros Sorrirem!
Weber Malcher

Nenhum comentário:

Postar um comentário